terça-feira, 24 de agosto de 2010

Na China, um engarrafamento dura há 9 dias. Mas pode durar mais um mês

8/24/2010


A notícia de um engarrafamento que dura já há nove dias nos arredores de Pequim, na China,  tem sido publicada e partilhada nas últimas horas pelos sites e redes sociais portuguesas.
À notícia, já por si caricata, foi hoje acrescentado um novo detalhe. Segundo a insuspeita agência Reuters, o engarrafamento de 100 quilómetros poderá durar mais um mês.

De acordo com as autoridades chinesas, este mega-engarrafamento tem como pano de fundo as obras numa auto-estrada próxima de Pequim, obras essas que apenas terminarão no dia 13 de Setembro.
Jamil Anderlini, director-adjunto do Financial Times em Pequim, referiu à National Public Radio que este engarrafamento na auto-estrada que liga Pequim ao Tibete é um “sinal dos tempos que estão a chegar”

“Os outros efeitos secundários do incrível crescimento da economia chinesa, para além da poluição atmosférica,  são já conhecidos de todos os que visitam o País. Mas os engarrafamentos como este podem tornar-se muito mais comuns, à medida que os consumidores – naquele que é agora o maior mercado automóvel – compra mais de 10 milhões de veículos por ano”, explicou o responsável.

Segundo a Reuters, os condutores – sobretudo camionistas de longo curso – têm passado o tempo a conversar e jogar às cartas. “Apesar da China estar a gastar biliões de euros em infra-estruturas como estradas e caminhos-de-ferro, ainda está a lutar para conseguir acompanhar a crescente procura da sua economia [insaciável], por isso os engarrafamentos são normais”, explica a agência noticiosa.

Assim, o engarrafamento estará para durar. Veremos, dentro de pouco tempo, com que consequências para os respectivos condutores presos no trânsito – e para a própria população desta região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário