quarta-feira, 27 de outubro de 2010

China tem mais de 7 mil km de linhas de alta velocidade

27/10/2010 - Amantes da Ferrovia

A nova linha, de 202 km entre Xangai e Hangzhou, é também o palco do novo recorde mundial de velocidade: 416,6 kms/hora.

Nos testes realizados o mês passado, o mais moderno “tgv chinês”, o “CRH380A”, excedeu em 22,3 Km/hora a marca alcançada no verão de 2008 na primeira linha férrea chinesa de alta velocidade, que liga Pequim a Tianjin.

O engenheiro-chefe do Ministério dos Caminhos de ferro, He Huawu, anunciou esta semana que a China está desenvolvendo um comboio ainda mais rápido, capaz de atingir 500 km/hora, a velocidade de alguns aviões pequenos.

“Queremos liderar o mundo na construção ferroviária de alta velocidade”, disse He Huawu em um fórum internacional da especialidade em Wuhan, centro da China.

O “CRH380A” que vai operar na linha Xangai-Hangzhou – um comboio “made in China” com oito carros e capacidade para 500 passageiros – atinge os 350 kms/hora em apenas dez minutos.

Segundo a previsão das autoridades, cerca de 80 milhões deverão viajar anualmente naquela linha, que liga a “capital econômica da China” à capital da província de Zhejiang, uma das mais prósperas do país.

No final de setembro, a China já tinha 7.055 km de via-férrea de alta velocidade, devendo chegar aos 13.000 km em 2012 – mais do que toda a rede existente hoje no mundo inteiro.

Em 2009, o Japão e a França – os outros países que mais têm investido neste setor – tinham, respectivamente, 2.000 e 1.900 km.

Pelos padrões da International Union of Railways, organização com sede em Paris, a alta velocidade corresponde a mais de 200 km/hora.

Entre os dez mil km em construção na China destaca-se a linha Pequim-Xangai, com 1.318 km, uma empreitada que no ano passado empregava cerca de 110.000 trabalhadores e cuja abertura está prevista para 2012.

A viagem entre as duas principais cidades do país passará a demorar menos de cinco horas, metade do tempo atual.

He Huawu prevê que “num futuro próximo, a rede chinesa de alta velocidade atingirá 50.000 km de extensão, ligando todas as cidades com mais de 500 mil habitantes”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário