sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Suíça celebra fim da perfuração do túnel mais longo do mundo

15/10/2010 - Transporte Idéias

Engenheiros suíços que estão construindo o túnel mais longo do mundo perfuraram nesta sexta-feira a última parede de rocha. Com 57 quilômetros de extensão, o túnel fica sob o maciço de Gotthard, a 2.000 metros abaixo da terra.

Os trabalhos demoraram 15 anos para ficar pronto, mas o túnel só vai começar a operar em 2017. Mais de 300 trens passarão pelo local por dia, reduzindo o volume de dezenas de milhares de toneladas de cargas que atravessam os Alpes. Os trens de passageiros vão circular a uma velocidade de 250 km/h, e as composições de carga atingirão 160 km/h, o dobro da velocidade atual.

“Aqui, no coração dos Alpes Suíços, se tornou realidade um dos maiores projetos de meio ambiente”, declarou o ministro dos Transportes, Moritz Leuenberger.

Mais de 13,5 milhões de metros cúbicos de rocha foram retirados para abrir o túnel. Cerca de 2.500 pessoas trabalharam na obra e oito morreram, em acidentes. O túnel de Gotthard, cujo custo já ultrapassou os 7,5 bilhões de euros, desbancará o túnel de Seikan (53,8 km), que une as ilhas de Honshu e Hokkaido, no Japão, como o mais longo do mundo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário