terça-feira, 26 de outubro de 2010

TAV Shanghai-Hangzhou entra em funcionamento

26/10/2010 - China Radio International

Às 9h de hoje (26), dois trens-bala "Harmonia" da nova geração do modelo CRH 380 A, fabricados pela China, partiram de Shanghai e Hangzhou. Assim, o trem-bala Shanghai-Hangzhou entrou oficialmente em funcionamento. A China já se encontra em uma posição pioneira na área de ferrovias de alta velocidade no mundo.

O trem-bala Shanghai-Hangzhou começou a ser construído no dia 26 de fevereiro de 2009. A 350 km/h, o trem faz o percurso de 202 quilômetros entre Shanghai a Hanzhou em apenas 45 minutos, ou seja, 33 minutos a menos que o trem comum.

O Delta do Rio Yangtze é a região com grande fluxo de pessoas, rápido crescimento econômico, maior volume econômico, e maior potencial de desenvolvimento na China. A capacidade dos trens atuais e dos ônibus já não consegue atender as necessidades cada vez maiores do desenvolvimento socioeconômico na região.

O vice-diretor permanente do Birô de Ferrorias de Shanghai, Wang Feng, disse que o trem-bala é o projeto-chave do Planejamento da Rede Ferroviária de Médio e Longo Prazo da China, que vai aliviar a pressão do transporte no corredor Shanghai- Hangzhou. Para Wang, a construção de uma rede de transportes moderna no Delta do Rio Yangtze vai promover o desenvolvimento completo na região.

"O modelo de transporte que utilizamos em Shanghai e Hangzhou já não é interurbano. Por isso a construção de um corredor industrial entre Shanghai e Hangzhou é de suma importância."

Nos últimos cinco anos, a construção do trem-bala da China registrou um grande êxito, algo que outros países levaram dezenas de anos para realizar. Atualmente, são 7.431 quilômetros de ferrovias em funcionamento no país. A China já se tornou o país com a tecnologia mais avançada e de maior escala de construção de trens-bala, possuindo a maior malha ferroviária e trens mais rápidos no mundo.

O engenheiro chefe do Ministério das Ferrovias da China, He Huawu, explicou as tecnologias avançadas da China nesta área, citando o exemplo da linha Beijing-Tianjin, primeira linha de trem-bala da China.

"A China é pioneira mundial na área de construção de trens-bala de boa qualidade e tecnologia avançada. O trem-bala Beijing-Tianjin chega a 350 km/h, o mais rápido no mundo. Além disso, a tecnologia utilizada na estrutura de trilhos e construção de comboios é também a mais avançada."

O trem-bala já faz parte da vida cotidiana dos chineses. Esta tecnologia traz conveniência às pessoas que sempre viajam de uma cidade para outra. Para He Huawu, o trem-bala possui muitas vantagens em comparação aos outros tipos de transporte.

"O trem-bala é como um trem comum, porém é mais confortável, estável e seguro. Por outro lado, os funcionários podem conduzir o trem com melhor eficiência."

A linha de trem-bala entre Beijing e Shanghai, ainda em construção, possui 1.318 quilômetros e é mais comprida, além de possuir normas bastante rigorosas. Esta obra será outro marco na história de trens-bala no mundo.

Até o final de 2012, a China contará com 13 mil quilômetros em linhas de trem-bala. A viagem de Beijing para a maioria das capitais das províncias do país não vai ultrapassar de 8 horas.

Nos últimos anos, muitos países têm manifestado o desejo de cooperar com a China na área de construção de trens-bala. Desde 2003, o país já assinou mais de 30 acordos cooperativos bilaterais com Estados Unidos, Rússia, Brasil e outros países.

Nenhum comentário:

Postar um comentário