segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Sonho da cidade 100% sustentável é adiado

05/10/2014 - O Dia - RJ

Masdar — no meio do deserto nos Emirados Árabes Unidos — pretende ser a primeira cidade do mundo com emissão zero de poluição, 100% sustentável. Pelo menos foi este o anúncio, em 2006, quando o projeto de 22 bilhões de dólares do superescritório de arquitetura britânico Foster + Partners foi lançado pelo governo do país do Golfo Pérsico. A crise econômica, porém, adiou o sonho de 2016 para pelo menos 2030, publicou a imprensa internacional.

Equipes de sites estrangeiros, como Co.Exist, visitaram Masdar — que, a 30 km de Abu Dhabi, capital dos Emirados, abriu parte de seu território para receber ecoturistas e, com isso, arrecadar verbas. O que os repórteres verificaram é que a cidade verde por enquanto é uma cidade fantasma. "Andando por lá, verificam-se construções desertas. Alguns estudantes, provavelmente apenas uma centena, parecem perdidos", publicou o site. Além de um grande canteiro de obras, Masdar hoje tem somente seis prédios e uma universidade, em 6 km².

Gerard Evenden, diretor de design da Foster + Partners, disse à 'Business Reporter' que a crise — que comprometeu a compra de material de construção — não fará o sonho virar areia. "É muito mais do que construir uma ecocidade. É um projeto mais sério, que faz questionamentos sobre o futuro da vida sustentável e o que pode ser feito em termos de tecnologia verde. A ideia de Masdar é olhar para a Ciência por trás de tudo isso".

Segundo analistas, uma das razões para os Emirados construírem Masdar é "limpar a consciência": o país depende do petróleo abundante em seu território e tem uma das maiores taxas de consumo de energia. Masdar quer atrair até 1.500 empresas sustentáveis com incentivos. Mitsubishi e Siemens já toparam.

Energia solar, carro elétrico e água dessalinizada

A ideia é que Masdar (Fonte, em árabe) empregue apenas energias renováveis, reutilize todo o lixo que produz e neutralize toda a sua emissão de gases poluentes, que causam o aquecimento global. O sistema de transportes é um capítulo à parte. Todos os veículos serão públicos, elétricos e automatizados, e só circularão no subsolo. Por meio de totens eletrônicos, os cidadãos poderão chamar um carro para até quatro pessoas, em que o endereço é digitado num computador de bordo. Haverá ainda transporte coletivo em trilho suspenso, que farão a ligação entre Masdar e Abu Dhabi a cada meia hora.

Os prédios terão altura máxima de 40 metros e painéis solares no telhado. Madeira certificada e paredes duplas facilitarão o isolamento térmico. Água dessalinizada do mar da Arábia vai abastecer a cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário