sábado, 10 de junho de 2017

Redes de ferrovias de alta velocidade beneficiam a vida dos chineses

09/06/2017 - CRI Online

Nos últimos cinco anos, a quilometragem em funcionamento das ferrovias de alta velocidade da China aumentou de menos de dez mil quilômetros para 22 mil quilômetros, ocupando o primeiro lugar no ranking mundial. As redes de ferrovias têm ampla cobertura e diminuem distâncias temporais entre as diversas regiões chinesas, além de melhorar as condições de viagem da população.
Alguns dias atrás, entrou em operação de teste a ferrovia de alta velocidade que liga Baoji, na província noroeste de Shaanxi, e Lanzhou, na província noroeste de Gansu. A linha, que entrará oficialmente em funcionamento em julho, atravessa as zonas pobres no noroeste da China. A operação da ferrovia acabará com a ausência de passagem de trens nas regiões, o que fornece uma boa oportunidade de desenvolvimento para os agricultores ao longo da linha. Wu Zhengquan, um plantador de maçã em Tianshui, cidade no sudeste de Gansu, explicou a importância da ferrovia para sua vida.

"Eu e outros membros das 170 famílias do cooperativo agrícola somos responsáveis por 5.700 de acres de área de plantação de maçãs. Depois da abertura da ferrovia de alta velocidade, em julho, pretendemos desenvolver uma indústria turística local. Tenho confiança em dobrar as receitas no futuro."

O funcionamento das ferrovias de alta velocidade abre uma janela para as pessoas ao longo da linha conhecerem o mundo exterior. Em 28 de dezembro do ano passado, foi inaugurada a ferrovia de alta velocidade de Shanghai a Kunming, com extensão total de mais de 2.000 quilômetros. Graças à linha, os moradores que vivem nas zonas montanhosas da província de Yunnan podem viajar facilmente para Beijing, Shanghai, Guangzhou e outras grandes cidades chinesas. O diretor da seção de planejamento do departamento de ferrovia de Kunming, Shen Yiqi, deu mais detalhes.

"A linha de Shanghai a Kunming está conectada com as principais redes ferroviárias de alta velocidade da China, cobrindo a maioria das grandes cidades. Com o aperfeiçoamento constante das ferrovias, acredito que podemos ir a qualquer lugar do país nos próximos anos."

Além das linhas que ligam as direções de norte a sul ou de oeste a leste, as ferrovias de alta velocidade também facilitam as viagens de curta distância. Estatísticas mostram que mais de 4.200 trens-bala funcionam diariamente na China, transportando 4,5 milhões de passageiros.

A China publicou no ano passado um plano de desenvolvimento de redes ferroviárias para longo prazo. De acordo com o programa, até 2020, a quilometragem operacional das ferrovias de alta velocidade chegará a 30 mil quilômetros, cobrindo 80% das principais cidades do país. Segundo o diretor do Departamento de Indústrias de Base da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China, Fei Zhirong, a construção de redes ferroviárias aperfeiçoadas visa encurtar distâncias entre cidades.

"Segundo o nosso plano de desenvolvimento, as redes ferroviárias da China ligarão todas as cidades com população de 200 mil pessoas. As ferrovias de alta velocidade cobrem a maioria das capitais das províncias e as cidades com população de 500 mil. Os passeios de trens entre as cidades adjacentes só demoram de 1 a 4 horas."

tradução:Zhao Yan

revisão:Layanna Azevedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário