quarta-feira, 7 de julho de 2010

China quer investir US$100 bilhões em projetos


06/07/2010 - Valor Online

A China pretende investir 682,2 bilhões de yuans (US$ 100,8 bilhões) em 23 novos projetos de infraestrutura na região oeste do país, uma das menos desenvolvidas, com o objetivo de estimular a demanda interna, segundo informações da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China (NDRC).

O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, informou que a economia chinesa enfrenta uma situação "extremamente complicada", pois dados já mostraram uma redução no ritmo de crescimento da atividade industrial na China.
Os recursos serão direcionados principalmente para a construção de ferrovias, estradas, aeroportos, minas de carvão, usinas nucleares e redes de energia. A expectativa é de que as obras tenham início ainda neste ano. As regiões beneficiadas são o noroeste de Xinjiang, Tibete, interior da Mongólia e as províncias de Sichuan e Yunnan.

Não ficou claro, no entanto, se esse valor faz parte do pacote de estímulo do governo de US$ 586 bilhões, anunciado no final de 2008 para amenizar o impacto da crise financeira global.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Entra em operação TAV de Shanghai a Nanjing


01/07/2010 - CRI Online

Entra em operação nesta quinta-feira (1 de julho) os dois trens de alta velocidade que ligam Shanghai e Nanjing, com a partidas simultâneas das duas cidades das composições número G5000 e G5001.

Depois de dois anos de construção, o trem-bala está pronto para cobrir os 301 quilômetros que separam as duas cidades, área metropolitana considerada a mais rica do país. A viagem que antes durava mais de 2 horas será feita a partir de hoje em 1h13min. A velocidade máxima dos trens pode chegar a 350 km/h. Todos os equipamentos de energia, controle e comando foram fabricados pela própria China.

Com o funcionamento do trecho Shanghai-Nanjing, a China passa a ter 6900 quilômetros linhas do gênero, estabelecendo-se como o país com a via férrea de alta velocidade mais extensa do mundo.