quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Maria-fumaça volta ao metrô londrino para comemoração

18/12/2012 - BBC

Quase um século e meio após sua inauguração, o metrô de Londres voltou a ver uma maria-fumaça andando sobre seus trilhos.

Em uma viagem teste para a comemoração do aniversário de 150 anos da primeira viagem, em janeiro, um trem restaurado de mais de cem anos circulou pela linha Metropolitan, a primeira do sistema do metrô londrino, o mais antigo do mundo. A viagem comemorativa do dia 13 de janeiro poderá ser acompanhada por 300 passageiros, escolhidos por sorteio.

Segundo o Museu dos Transportes de Londres, responsável pela reforma da maria-fumaça, 40 mil pessoas viajaram no dia da inauguração do serviço, que então conectava as estações de Paddington e Farringdon, no centro da cidade.

China inaugura maior linha de trem de alta velocidade do mundo

26/12/2012 - Folha de São Paulo

EFE

A China inaugurou nesta quarta-feira a linha de trem de alta velocidade mais longa do mundo, a qual, com quase 2,3 mil km de extensão, liga Pequim à cidade de Cantão e consolida o país asiático como líder mundial neste tipo de rede ferroviária.

O primeiro "trem bala" partiu hoje às 9h locais de Pequim e, de acordo com a previsão divulgada pelas autoridades, chegará a Cantão --cidade situada no sul do país-- oito horas depois, o que representa uma redução de 12 horas no tempo de viagem em comparação com os trens convencionais.

Os trens de alta velocidade, que viajam em uma média de 300 km/h, possuem paradas estabelecidas nas principais cidades do interior da China (entre elas Shijiazhuang, Zhengzhou, Wuhan e Changsha) e passam por seis províncias chinesas, nas quais vivem quase a metade da população nacional (600 milhões de pessoas).

Com a abertura desta linha, a China se mostra como o líder mundial em linhas ferroviárias de alta velocidade, com mais de 9,3 mil km de linha operando em todo o país.

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Cidade americana já tem recarga sem fio de carros

18/12/2012 - Jornal do Carro

Raleigh, na Carolina do Norte, Estados Unidos, será uma das primeira cidades do mundo a começar a usar carregadores de carros elétricos wireless. O projeto, chamado de Programa Apollo, juntou várias empresas do setor de energia e tecnologia para fornecer o equipamento de recarga sem fio, batizado de Evatran. Quem quiser instalar o equipamentos em casa terá que pagar US$ 4 mil (cerca de R$ 8.400).
(Confira a fan page do Jornal do Carro no Facebook: http://www.facebook.com/JornaldoCarro)

Metrô de Londres, o mais antigo do mundo, completa 150 anos

18/12/2012 - Zero Hora

Conheça a história e confira treze fatos do metrô que você não sabia

As linhas de trem representam um aspecto prático das cidades, mas ao longo de seu século e meio de existência, o metrô de Londres foi além e se tornou um ícone da capital britânica. Quando o "Tube", como é chamado, completar 150 anos desde sua inauguração em 9 de janeiro, Londres estará preparada para destacar a ocasião com um ano de comemorações.

O metrô de Londres é o mais antigo do mundo. Sua primeira viagem foi em 9 de janeiro de 1863, entre Paddington e Farringdon, na linha Metropolitana. Para marcar os 150 anos de funcionamento, o metrô londrino, em parceria com o Museu do Transporte de Londres, vai realizar diversos eventos, incluindo a recriação de seu primeiro trajeto, atividades especiais em estações desativadas e a publicação de uma série de livros.

Nos dias 13 e 20 de janeiro de 2013, a primeira viagem de passageiros será recriada com trens especialmente restaurados, incluindo a locomotiva metropolitana a vapor nº 1 e o vagão ferroviário metropolitano comemorativo nº 353 - trata-se do vagão subterrâneo em funcionamento mais antigo do mundo. Ao longo de 2013 haverá vários outros trajetos ferroviários comemorativos, utilizando trens a vapor que vão partir de outras estações históricas da rede.

Foto: Divulgação/Visit Britain

O Museu do Transporte de Londres vai exibir os cartazes mais emblemáticos usados para fazer propaganda do metrô de Londres na exposição Poster Art 150: London Underground's Greatest Designs (de fevereiro a outubro de 2013). O público poderá conhecer 150 dos melhores projetos desde a primeira série de cartazes gráficos, em 1908. Os visitantes terão a oportunidade de votar em seus favoritos e o cartaz mais popular será revelado no final da exposição.

Os passageiros do metrô podme notar que algumas estações mais parecem museus, graças ao projeto Arte no Metrô. O programa, realizado desde 2000, apresenta obras de arte de qualidade criadas em lugares inesperados da malha subterrânea, com o objetivo de tornar milhões de viagens diárias mais agradáveis. Para comemorar os 150 anos do metrô londrino, o projeto Arte no Metrô terá uma programação especial conduzida por um artista britânico aclamado e famoso, que levará obras de arte a todas as estações da rede do metrô, além de uma série especial de cartazes e cópias com edição limitada, criadas por 15 importantes artistas contemporâneos. Além de inspirar artistas, o lançamento de 12 contos de autores conhecidos vai mostrar como o metrô também influencia o trabalho de escritores. A Penguin Books publicará as histórias em 2013, cada uma baseada em uma linha de metrô diferente.

Além de admirar as obras artísticas e ler os livros, os fãs do Tube poderão assistir a exibições de filmes temáticos em estações do próprio metrô (os detalhes serão confirmados) e apresentações teatrais na estação desativada de Aldwych.

Para saber mais detalhes sobre como participar das comemorações do metrô, acesse o site.

Para obter informações sobre o projeto Arte no Metrô, acesse o site.

Foto: Reprodução

Se você for viajar para Londres e pretende usar o metrô e outras formas de transporte público, é possível adquirir o Visitor Oyster Card e recebê-lo antes da viagem. Comece a usá-lo desde o momento da aterrissagem em Londres, evitando filas no aeroporto para comprar bilhetes. O Visitor Oyster Card calcula a tarifa mais barata para sua viagem. Você pode comprar o Visitor Oyster Card antes da sua viagem à Grã-Bretanha na loja do VisitBritain.

Conheça 13 fatos sobre o metrô de Londres (inclusive a origem do termo "Tube")
1. O metrô londrino transporta atualmente 1.107.000.000 de passageiros por ano em 270 estações.
2. De modo informal, ele é conhecido como "Tube", que originalmente se referia à profundidade das linhas de trem usadas por composições de corte transversal menor e mais circular, ao invés das linhas menos profundas que eram construídas para locomotivas a vapor. O termo agora abrange todo o sistema.
3. A velocidade média de um trem do metrô é de 33 quilômetros por hora.
4. Cada trem do metrô percorre anualmente 184.269 quilômetros.
5. A extensão da rede metroviária é de 402 quilômetros.
6. A cada dia, mais de mil pessoas esquecem algo no metrô. Todos os objetos são enviados para um escritório no subsolo da Baker Street, que emprega 40 funcionários em período integral. O local armazena em média 200 mil objetos perdidos. Dentre os itens mais estranhos que já estiveram ali incluem-se espadas de samurai, dentaduras, três morcegos mortos e uma lancha de 14 pés. Após três meses, os itens não reclamados são vendidos em leilão ou doados.
7. A estação desativada de Aldwych é exibida com frequência nas telas de cinema. Já serviu de locação para cenas de Superman IV: em Busca da Paz, Desejo e Reparação e V de Vingança.
8. A profundidade subterrânea máxima do metrô fica em Holly Bush Hill, Hampstead, onde as linhas da galeria estão 68,8 metros abaixo do solo.
9. A escada rolante mais longa fica na estação Angel, com 60 metros e inclinação vertical de 27,5 metros.
10. Baker Street é a estação com mais plataformas - um total de 10.
11. A estação de metrô mais movimentada de Londres é Waterloo, onde embarcam 57.000 pessoas durante as três horas de pico do período da manhã. Em termos de passageiros por ano, a estação mais movimentada também é Waterloo, com 82 milhões.
12. Durante 2011 e 2012, o metrô de Londres transportou uma quantidade recorde de passageiros em 1.17 bilhão de viagens realizadas.
13. Albus Dumbledore, personagem da série Harry Potter, tem uma cicatriz com o formato do mapa do metrô logo acima do joelho esquerdo.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Novo trem-bala que chega a até 500 km/h está em desenvolvimento no Japão

26/11/2012 - tecmundo.com.br

Mudança na tecnologia utilizada elimina quase completamente a fricção do trem no trilho.

A tecnologia japonesa não deixa de surpreender e, depois do avanço do trem-bala, agora apresenta um projeto que pode levar o transporte do país para outro patamar.

Foi anunciado o projeto de um trem-bala que alcançará a incrível marca de 500 km/h. Isso será possível graças a poderosos ímãs de levitação, que vão evitar que o transporte entre em fricção com o trilho. Como ele será repelido ao máximo, sua velocidade deve aumentar consideravelmente.

O Japão já tentou utilizar esse tipo de ímã de levitação no passado, mas o Linimo, nome dado ao projeto criado em 2005, chegava somente aos normais 60 km/h.

Segundo responsáveis pela Central Japan Railway Co, empresa responsável pelos trens-bala no Japão, o plano é que o novo transporte superveloz seja concluído em 2027, tendo capacidade para até mil pessoas e fazendo o trajeto de Tokyo até Nagoya. O projeto, então, deve ser ampliado até Osaka, próximo do ano 2045.

Fonte: http://tecmundo.com.br

sábado, 8 de dezembro de 2012

Ex-pesos pesados da Nasa criam 1ª empresa de voos privados à Lua

07/12/2012 - G1

Golden Spike quer oferecer expedições até o final da década.
Custo para duas pessoas colocarem os pés na Lua seria US$ 1,5 bi.
Da France Presse


Golden Spike vai oferecer expedições regulares à Lua até o final da década.
(Foto: Reprodução / EPTV)

Ex-responsáveis da agência espacial americana Nasa anunciaram nesta quinta-feira (6) a criação da primeira empresa privada cujo principal objetivo é vender voos para a Lua. "A Golden Spike é a primeira companhia que prevê oferecer expedições regulares de exploração sobre a superfície da Lua até o final da década", diz um comunicado da empresa.

A companhia aposta na adoção de naves espaciais do setor privado, que reduziriam significativamente o custo dos voos comerciais com destino à Lua, explica o anúncio realizado na véspera do 40º aniversário da última missão lunar, a Apolo 17.

Um voo de ida e volta para dois passageiros colocando o pé na Lua teria o custo de US$ 1,5 bilhão.
"O objetivo da Golden Spike é otimizar os ônibus espaciais já existentes para vender o sistema a países, pessoas ou empresas cujos objetivos e ambições sejam explorar a Lua".

A Golden Spike foi criada por pesos pesados da área espacial: Alan Stern, ex-vice-diretor científico da Nasa, e Gerry Griffin, ex-diretor de voos do programa Apolo e chefe do Johnson Space Center, em Houston.





Enviado via iPhone

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Conheça as melhores companhias aéreas do mundo

30/11/2012 - Portal Transporta Brasil

Com cardápios preparados por chefs famosos, bebidas caras, espaço para dormir com as pernas esticadas e tripulação diferenciada, o passageiro se sente em um hotel cinco estrelas. Passagens de São Paulo para o Qatar custam a partir de R$ 15 mil com serviço VIP

Silas Colombo

Esqueça os bancos apertados, bolachinhas murchas e comissárias de bordo mal humoradas. As melhores companhias aéreas do mundo destacam-se pela qualidade do serviço prestado, tanto a bordo quanto fora do avião, principalmente em voos de longa distância, acomodando os clientes em cabines executivas e de primeira classe, com todo o conforto e luxo necessários para uma viagem de alto nível.

Uma pesquisa da consultoria britânica Skytrax, considerada o "Oscar" da aviação, ouviu a opinião de mais de 18 milhões de clientes sobre cerca de 200 empresas aéreas do mundo todo, avaliando quesitos como serviço de bordo, check-in, conforto e comida.

Pelo segundo ano consecutivo, a Qatar Airways (do Qatar) ocupa o primeiro lugar na lista "Skytrax World Airline Awards". Em seguida, aparecem:

2º – Asiana Airlines (Coreia do Sul)
3º – Singapore Airlines (Cingapura)
4º – Cathay Pacific Airways (Hong Kong)
5º – All Nippon Airways (Japão)

A primeira brasileira a aparecer no ranking é a TAM, na 32ª posição.

Considerando apenas o ranking de América do Sul, a TAM aparece em primeiro lugar, seguida por LAN (Chile), Azul (Brasil), Avianca (Colômbia), Trip (Brasil), Aerolineas Argentinas (Argentina), Gol (Brasil), Pluna (Uruguai, saiu de operação), Webjet (Brasil, saiu de operação) e Easyfly (Colômbia).

De São Paulo a Doha, no Qatar, a partir de R$ 15 mil

A Qatar Airways foi eleita a melhor do mundo pelo segundo ano seguido. A empresa é metade privada e metade do governo do Qatar. O país, no nordeste da Península Arábica, é considerado o mais rico do mundo pela revista "Forbes", com grandes reservas de petróleo e gás natural.

Criada em janeiro de 1994, a Qatar Airways cresceu rapidamente, chegando aos atuais 117 destinos, entre eles, São Paulo e Buenos Aires, na América do Sul. De São Paulo, por exemplo, é possível viajar a vários destinos da Europa, Ásia e Oceania, sempre com escala em Doha, onde fica a sede da empresa e seu luxuoso terminal no aeroporto.
A passagem de ida e volta de São Paulo a Doha em classe executiva custa a partir de US$ 7.359 (cerca de R$ 14.850), mais taxas dos aeroportos.

Empresas da Ásia e Oriente Médio destacam-se

As companhias da Ásia e do Oriente Médio dominam o topo do ranking das melhores aéreas do mundo.

"Atualmente, apenas as empresas asiáticas oferecem serviço de bordo de altíssimo padrão", segundo o especialista em aviação e diretor de Comunicação e Marca da Azul Gianfranco Beting.

A opinião é compartilhada pelo consultor em aviação André Castellini, diretor da Bain&Company. "As empresas da Ásia e do Oriente Médio têm uma capacidade de prestar serviços de qualidade muito alta, tanto dentro como fora do avião, no atendimento no aeroporto e nos lounges", diz.

"As empresas que operam viagens de longa distância normalmente se destacam, principalmente nas cabines 'premium'", segundo Castellini.

Além de 'menus' preparados por chefs famosos, vinhos e champanhes caros, espaço para dormir com as pernas esticadas, há ainda atendentes atenciosas e sorridentes sempre, afirma Castellini. "Não é ocasional, não depende só de uma comissária ou de outra."


Marcelo Almirante
69 - 9985 7275

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Europa atualiza lista negra de companhias aéreas

05/12/2012 - Panrotas

A Comissão Europeia atualizou pela vigésima vez a "lista negra" da aviação, ou seja, a lista de companhias aéreas proibidas de voar para o território da União Europeia, entre outras restrições. Quem deixa a lista é a Jordan Aviation, da Jordânia, assim como as empresas aéreas da Mauritânia, na África, cujos avanços na segurança aérea foram reconhecidos pela Organização de Aviação Civil Internacional (Oaci).

A Oaci identificou ainda melhoras na Líbia, mas as aéreas continuam na "lista negra". Ao todo, 287 empresas aéreas estão proibidas de voar para a União Europeia. Boa parte delas está certificada em algum dos 20 países cujas empresas aéreas são vetadas na Europa, como o Afeganistão, a Eritreia, a Indonésia, Casaquistão e Moçambique, entre outros. Da América do Sul, são proibidas as aéreas Conviasa, da Venezuela, e Blue Wing Airlines, do Suriname.

A lista tem também aéreas que podem voar para o continente europeu, mas têm variadas restrições operacionais. É o caso da Taag Angola Airlines, uma das dez empresas nessas condições. "A Comissão Europeia está disposta a não poupar esforços para ajudar os países afetados pela lista de segurança a capacitarem-se técnica e administrativamente, com o objetivo de superar suas dificuldades em matéria de segurança de forma rápida e o mais eficientemente possível", disse durante o anúncio da lista, ontem, o vice-presidente da Comissão Europeia para a área de Transportes, Siim Kallas.



Enviado via iPhone

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

França e Itália assinam acordo para construir ferrovia transalpina

04/12/2012 - Rádio Voz da Rússia

A França e a Itália assinaram um acordo para a construção de uma linha ferroviária de alta velocidade entre Lyon e Turim.




O projeto conjunto prevê a construção de uma linha ferroviária transalpina, com um túnel de 57 km de comprimento através dos Alpes. A criação deste projeto de engenharia complexo custará 8,5 bilhões de euros.

Os planos das autoridades francesas e italianas já causaram protestos de ambos os lados da fronteira. Os ambientalistas e representantes das autoridades locais estão convencidos de que a construção da linha ferroviária não só podem causar danos irreparáveis à natureza, mas também se tornar um desperdício inadmissível de fundos orçamentais no contexto da atual crise econômica e financeira.



Enviado via iPhone

domingo, 2 de dezembro de 2012

China estreia 1º trem de alta velocidade em áreas de frio extremo

02/12/2012 - Terra

Até o momento, a China tem 8,6 mil km de trilhos de trens de alta velocidade

O primeiro trem de alta velocidade capaz de circular em áreas de temperaturas extremamente baixas fez neste sábado sua primeira viagem, através de três províncias do nordeste da China, informou a agência estatal de notícias Xinhua.

A linha ferroviária pretende revitalizar a indústria, em parte obsoleta, dessa região remota do país asiático, que disponibiliza 67 viagens diárias. Hoje, quatro deles saíram de forma simultânea às 9h locais das cidades de Harbin, Changchun, Shenyang e Dalian. O percurso Harbin-Dalian foi construído por russos e japoneses no século passado, convertendo-se em uma via de acesso ao nordeste da China por parte dos países vizinhos.

A nova linha funcionará paralelamente com os velhos trens de indústria russo-japonesa, mas a primeira fará o percurso pelas três províncias na metade de tempo da antiga, o que deve levar ao estímulo das indústrias química, automobilística e manufatureira locais.

A linha, de 921 km de extensão, entrou em funcionamento após ser submetida a testes durante dois meses, nos quais a região foi sacudida por fortes nevascas e temperaturas de até 40 graus negativos.

Antes de ser colocado em prática o trajeto Harbin-Dalian, havia apenas três linhas ferroviárias circulando em áreas de frio extremo, todas no norte da Europa e na Rússia, mas sem a velocidade dos trens chineses e com um percurso muito menor.

As três linhas juntas somam menos de 700 km, e a mais rápida, que une Moscou e São Petersburgo, chega a 250 km/h em períodos não superiores a 20 minutos.

"A nova linha de trens de alta velocidade representa um grande progresso para o projeto de construir "quatro serviços verticais" e "quatro horizontais" deste tipo", afirmou hoje à Xinhua Lu Chunfang, vice-ministro do Ministério de Ferrovias.

Até o momento, a China tem 8,6 mil km de trilhos de trens de alta velocidade, o que a coloca na liderança mundial do setor. No entanto, o governo pretende estimular ainda mais suas conexões ferroviárias, e pretende chegar à marca de 18 mil km de trajetos de trens de alta velocidade em 2015.

Fonte: Portal Terra


Enviado via iPhone

sábado, 1 de dezembro de 2012

Novo aeroporto de Quito (Equador) abre em fevereiro

01/12/2012 - Panrotas

AQUIRAZ (CE) – O novo Aeroporto Internacional de Quito, em Quito, a capital do Equador, será inaugurado em fevereiro de 2013. E o atual aeroporto, Mariscal Sucre, será fechado.

"O novo e moderno aeroporto fica a cerca de 1h de carro desde o centro de Quito e, neste momento, o governo constrói uma rodovia expressa para ligá-los", diz Josueta Irigoyen (foto), da Gray Line Ecuador, que participa do primeiro Workshop Nordeste da MMTGapnet.

"O novo aeroporto, cujo nome ainda não há, será um incremento muito importante para o turismo equatoriano e, com a abertura, com certeza serão lançados os voos diretos para o Brasil", destaca Irigoyen.

Segundo ele, por causa da crise econômica na Europa e nos Estados Unidos, os mercados sul-americanos têm crescido no Equador. "Argentinos, brasileiros e chilenos têm nos visitado mais nos últimos anos. São mercados muito importantes", finaliza.
O Portal PANROTAS viaja a convite da MMTGapnet



Enviado via iPhone